top of page

Localizada em São Paulo (SP), a Editora Enguaguaçu é uma empresa voltada para a publicação de livros em várias áreas do conhecimento – com ênfase em teologia, filosofia e educação –, a fim de contribuir para o enriquecimento e o fortalecimento da cultura e da educação no Brasil.

A ênfase em teologia, filosofia e educação busca preservar traços da mais antiga tradição de pensamento ocidental, que remonta à Grécia clássica. As reflexões de pensadores como Sócrates, Platão e Aristóteles sobre o mundo e a existência são marcadas pelo equilíbrio entre a racionalidade e o reconhecimento do suprassensível, entre o que se consagrou denominar filosofia e teologia – dois campos do pensar que, na Antiguidade grega, estavam intimamente unidos –, e pela preocupação fundamental de entender o que é o ser humano e como realizar a sua plena formação, o que se chama educação. A Editora Enguaguaçu acredita que, embora eclipsada pelo racionalismo e pelo materialismo exacerbados ainda resistentes na sociedade ocidental  contemporânea, essa tradição continua a ser uma das formas mais eficazes de se aproximar do conhecimento de todas as coisas, “divinas e humanas”, e de se aprofundar na enigmática realidade que é o ser humano, suas origens, possíveis fins e formas de agir.

Já o nome da editora presta homenagem à cidade de Santos, no litoral paulista. Enguaguaçu era como se chamava o sítio onde o explorador português Braz Cubas (1507-1592) estabeleceu as bases e deu início, em 1543, à então vila de Santos, construindo um porto, uma capela e o hospital Santa Casa de Misericórdia de Todos os Santos – origem do nome da comunidade, que substituiu a denominação indígena, de acordo com parte dos historiadores.

Em tupi antigo, enguaguaçu significa “baía grande”, numa referência à larga enseada que se forma na saída do canal de Bertioga, defronte ao território habitado nas primeiras décadas do século 16 por índios e degredados portugueses, que já o chamavam de Enguaguaçu.

No símbolo da Editora Enguaguaçu, esse território aparece destacado. O símbolo reproduz os contornos do mapa da Ilha de São Vicente, onde estão assentadas atualmente as cidades de Santos e São Vicente. À direita, vê-se a longa faixa de praias, interrompida pelos acidentes geográficos conhecidos como Ilha de Urubuqueçaba e Ilha Porchat. Acima, a linha do porto de Santos e, à esquerda, em hachuras, os limites da Enguaguaçu original. Cerca de dois terços da ilha – a parte de cima do mapa – são hoje ocupados pela cidade de Santos, enquanto o restante pertence ao município de São Vicente.

A Editora Enguaguaçu iniciou suas atividades oficialmente em março de 2022.


Conselho Editorial

O Conselho Editorial da Editora Enguaguaçu está assim formado:

Diretores

Chie Hirose (pós-doutora FE-USP)

Gabriel Perissé (pós-doutor Unicamp)

Roberto Carlos Gomes de Castro (pós-doutor FE-USP)

Membros

Aida Hanania (FFLCH-USP)

Alexandre Medeiros (Centro de Estudos Júlio Verne)

Enio Starosky (Colégio Luterano de São Paulo)

Jean Lauand (FE-USP)

João Sérgio Lauand (Cemoroc-FE-USP)

Jonathas Ramos de Castro (doutor FD-USP)

Nádia Wacila H. Vianna (FEA-USP)

Sílvia M. Gasparian Colello (FE-USP)

Sylvio R. G. Horta (FFLCH-USP)

Vitor Chaves de Souza (Universidade Federal da Paraíba)

Sobre: Sobre
bottom of page